As vantagens e os motivos de anotar suas partidas

O sistema de Notação Algébrica é a maneira oficial adotada pela FIDE (Federação Internacional de Xadrez) para registrar uma partida. Os livros, revistas e as partidas dos Mestres e Grandes Mestres disponíveis na internet, assim como todo material disponível sobre Xadrez também seguem esse modelo de escrita. 

 
Vale lembrar que nas partidas oficiais do ritmo clássico, os jogadores são obrigados a anotares suas partidas.

 

Magnus Carlsen anota seus movimentos

O campeão mundial Magnus Carlsen não deixa de anotar suas partidas.

 

 

O Tabuleiro

E é por esse motivo que a maioria dos tabuleiros de Xadrez vem com coordenadas, onde as colunas são identificadas por letras minúsculas de “a” até “h” e as filas recebem numeração de “1” a “8”.

 

Coordenadas no tabuleiro

As coordendas quando combinadas formam o "endereço da casa"

 

Antes de começar a anotar a partida a primeira coisa a observar é se o tabuleiro está posicionado de maneira correta, como já ensinamos anteriormente, com as peças brancas posicionadas nas fileiras 1 e 2 e as pretas nas fileiras 7 e 8, além de a casa branca estar a direita dos jogadores. Estando tudo certo podemos começar a aprender notação.

 

coordenadas do tabuleiro

Na notação, utilizamos as coordenadas do tabuleiro, que combinando a coluna com a fila (linha) que formam o nome de cada casa. Por exemplo, o Rei branco ocupa a casa “e4” fica onde a coluna “e” se encontra com a fila “4”. A mesma lógica vale para as outras casas, sendo assim, onde está posicionado o Rei das pretas? Quais as casas o Rei branco pode se mover?

 

As peças

Cada peça é identificada pela sua inicial maiúscula, que mudam de acordo com o idioma a ser anotado. Em português as peças são representadas da seguinte maneira:

 As peças

 

Sendo assim, para montar a notação da jogada completa é necessário combinar a INICIAL DA PEÇA + ENDEREÇO DA CASA (coordenada), da seguinte maneira:

 

Notação

 

 

Como o movimento foi também foi uma captura, devemos indicar com um “x”. Assim, anotamos: Txb2.

Caso o movimento resultasse em xeque ou xeque mate, também deveria ser indicado com + ou ++ (#) após a indicação do lance.

 

Casos especiais e outros movimentos:



Quando duas ou mais peças podem ir para a mesma casa

Nesse caso é necessário especificar qual delas se moveu para aquela casa, para isso, basta dizer a casa (ou como tem sido feito atualmente, a coluna ou fila que diferencia onde a peça está) em que a peça estava e a casa para onde ela foi, por exemplo:

 duas peças na mesma casa

 

 

 

A Torre em a1 e a torre em h5 podem ir para a casa a5 então se eu usar: Ta5 não consigo saber qual delas se moveu, para isso não acontecer devemos mencionar a casa em que ela estava, por exemplo: Taa5. Ou seja, a Torre que estava em a1 se moveu para a5, ou Tha5, que representaria que a Torre que está em h5 se moveu para a5.

Símbolos especiais

Em algumas situações como o Roque, promoção de peão, en passant, xeque e xeque mate, utilizam-se símbolos que substituem a grafia, ou mesmo as complementa. São eles:

 

Símbolos notação

 

As vantagens de anotar sua partida

 

Podermos guardar a partida e remontar em um momento posterior, podemos criar uma base com nossas partidas e identificar nossa evolução no jogo. Além de estudar várias partidas que um jogador já realizou e se fazer uma preparação contra o jogo dele.

 

Estudando suas próprias partidas

Montar e estudar suas partidas é fácil. Existem inclusive aplicativos que fazem isso de forma simples, rápida e gratuita.

 

Proposta de prática

Essa parte é interessante não só para aprendizes que precisam exercitar o conteúdo aprendido para ganhar segurança e praticidade em anotar suas partidas, mas também para professores que buscam uma maneira interessante de trabalhar o tema Notação em sala de aula. São propostas para treinamento em dupla e individual conforme o tipo de treinamento disponível.

 

Em dupla:

 

1) Que tal colocar em prática os conhecimentos adquiridos? Jogue e anote uma partida contra um oponente. No final da apostila há uma planilha de anotação disponível para tirar cópias e utilizar a vontade. Também disponível colorida para download em pdf em nosso site estavos.com .

 

2) É hora de conferir se você acertou a atividade. Remonte a partida que acabou de jogar e preste atenção como você lembra exatamente o que pensou na hora de mover cada peça.

 

3) Com a ajuda de seu professor ou de uma engine, analise sua partida e veja onde ocorreram erros. Lembre que erros servem para serem corrigidos, e que uma vez que se corrige um erro você estará aprendendo algo e melhorando seu jogo. É assim que crescemos nosso nível de jogo, pouco a pouco, erro após erro. Tenha o hábito de rever suas partidas e continue sua evolução sempre que puder. Boas partidas!

 

Individual:

 

1) Remontando uma partida clássica. Todo enxadrista quando quer evoluir seu nível de jogo, além de estudar suas próprias partidas deve ver algumas partidas de Mestres e Grandes Mestres do passado ou até mesmo contemporâneos. Ver como um profissional conduz as peças, organiza e planeja seus ataque e mantém harmonia entre movimentos, peões e peças é de grande contribuição para o crescimento do nível enxadrístico.

 

 Mate de Legal

 

Essa partida foi jogada no século XVIII em um café na França. O esporte já estava em bom desenvolvimento e o Sr Kermur de Legal jogando de brancas deu nome a essa partida.

 

Brancas    Pretas

1.e4    e5

2.Cf3    d6

3.Bc4    Bg4

4.Cc3    g6

5.Cxe5!    Bxd1?

6.Bxb7+!!    Re7

7.Cd5#

 

Se você conseguiu remontar a partida está de parabéns. Tente observar na partida onde as negras cometeram seus erros e os motivos que levaram ao xeque mate.