Mais uma vez o norueguês Magnus Carlsen defendeu seu título de Campeão do Mundo de Xadrez. Desta vez, contra o russo Sergey Karjakin que ofereceu uma resistência sem precedentes.

 

Uma disputa marcada pelo equilíbrio

 

A disputa que ocorreu entre os dias 11 e 30 de novembro na cidade de Nova York, foi marcada principalmente pelo equilíbrio entre a força de jogo dos dois atletas que empataram na primeira sessão de partidas.

 

Das 12 partidas, ocorreu apenas uma vitória para cada lado e 10 empates (!).

Como o empate persistiu, os jogos foram pro tie break, ou seja, os pontos foram zerados e mais 4 partidas seriam jogadas entre eles desta vez na modalidade Xadrez rápido.

Amigos a muito tempo, apenas fora do tabuleiro..

Nas duas primeiras partidas, dois empates e os fãs acreditando que seria mais uma exibição de teoria e equilíbrio. Mas nas duas últimas partidas Carlsen mostrou ao mundo os motivos que fazem dele o mais brilhante jogador ativo de xadrez.

 

Na última partida, ainda presenteou os fãs com um sacrifício de Dama onde daria mate inevitável em Karjakin no lance seguinte.

Posição final 50.Dh6+

Eis a posição final com um belo sacrifício de Dama

Para uns o match não foi como o esperado e ficou devendo um jogo mais agressivo, quiçá umas sicilianas. Para outros a admiração ao nível técnico e preparação física, teórica e psicológica dos jogadores foi o que marcou.

Carlsen Campeão

No fundo, todos apaixonados por xadrez querem dar sua opinião e ter razão e disso tudo só tiramos duas certezas:

1- Os próximos torneios de alto nível do mundo serão realmente impressionantes e Carlsen terá trabalho com tantos jogadores fortes desejando sua coroa;

2 - Magnus Carlsen ainda é o melhor jogador de Xadrez do mundo!

 

 

Bônus: Veja um compilado com os melhores momentos da disputa: